Profissões Cervejeiras – Embaixador de Marca de Cervejas

Mercado crescendo há anos. Diversas cervejarias nacionais surgindo ou importadas aportando.

Mas a minha pergunta é simples e direta: a oferta está crescendo mais do que a demanda?

A resposta também será simples e direta: sim! Tem mais oferta que demanda.

Como a maioria dos mercados em expansão existe o natural interesse de investidores, um crescimento rápido, gerando maior oferta que demanda e uma seleção natural, que no caso já vem ocorrendo.

Apenas uma observação, quando falo em crescimento me refiro a quantidade e não necessariamente à qualidade, então gostaria de deixar claro, que eu não estou dizendo que neste mercado não haja espaço para novos players. Há sim, mas afirmo que a medida que o mercado vai crescendo, ele também vai amadurecendo, ou seja, a exigência por qualidade é real e crescente.

Com tantas marcas de cervejas surgindo e com o hábito dos consumidores de cervejas artesanais, de experimentar muitos estilos e marcas de cervejas, qual é a melhor maneira de fidelizar os clientes? Existem diversas, mas tem uma das alternativas que na minha opinião possui um ótimo custo-benefício, ou seja, bastante efetivo e num custo permissível. Esta se chama embaixador(a) de marca, que é a pessoa ou pessoas responsáveis principalmente pela propagação e fortalecimento da marca.

Muitos consideram o(a) Embaixador(a) uma forte ferramenta para auxiliar o trade marketing, que normalmente ocorre no B2B, mas sempre pensando no consumidor final. E realmente os Embaixadores atuam junto aos Distribuidores ou Pontos de Venda (PDV) propagando informações sobre a marca a todos os envolvidos, inclusive aos consumidores finais.

E como é ser Embaixador(a) de alguma marca?

Eu interpreto o(a) Embaixador(a) como uma Autoridade na marca, ou seja, uma pessoa que realmente conhece, que expira paixão pela mesma e inspira pessoas. O(a) Embaixador(a) acredita verdadeiramente na marca e naturalmente transparece esta fiel crença. Esta sem dúvida são características imprescindíveis aos candidatos a esta nobre e importante profissional.

Eu conversei com Embaixadoras de marca no Brasil, e fiz apenas uma pergunta, mas que considero a mais importante para quem pensa em ser um Embaixador de marca de cerveja.

Quais são os grandes desafios  para uma embaixadora de marca de cerveja?

São elas (por ordem alfabética).

embaixadora Wäls

Beatriz Ruiz, Embaixadora da Wäls

Eu acho que tem um grande desafio de um embaixador de cerveja, que é desenvolver a categoria mesmo, fazer com que as pessoas respeitem a cerveja assim como respeitam outras bebidas. E falando de dentro do mercado mesmo, é fazer com que as pessoas respeitem e entendam a importância de um embaixador. Logo que eu comecei a trabalhar na Wäls, algumas pessoas me zoaram com o título de embaixadora, muito porque não entendiam. Não existia embaixador de marca de cerveja no Brasil, eu fui a primeira. Enquanto no mundo dos destilados isso é comum há anos. Hoje, quase dois anos depois, eu vejo varias marcas com embaixadores. Fico feliz que as pessoas tenham aberto os olhos pra isso.

Embaixadora blondine

Juliana Behr, Embaixadora da Blondine

A função da Embaixadora é acompanhar de perto o mercado de cerveja artesanal, o maior desafio ao meu ver é desbravar este mercado e chegar em quem não conhece artesanal, explicar sobre a marca e propor degustação dos nossos nossos produtos. Para isso também é preciso cuidar do ponto de venda, ministrar treinamentos, prepará-los para que o contato com o consumidor seja claro e que colaborem no sentido de enaltecer o mercado. Para tanto, estamos investindo em ações e projetos.

embaixadora way

Paula Yunes, Embaixadora da Way

O maior desafio eu acredito que seja bolar ações capazes de fidelizar os clientes, pois o marcado de cervejas artesanais no Brasil além de ser um mercado de nicho, trata-se de uma explosão de novas marcas e rótulos todos os dias. O que faz com que os consumidores priorizem a experimentação. Essa experimentação constante dificulta o crescimento de uma marca específica! Por isso acredito que o embaixador deve tentar impulsionar experimentação e também fidelização dos clientes através da identificação pessoal com a marca!!

embaixadora brooklyn

Rafa Brunetto, Embaixadora da Brooklyn

O maior desafio de ser Embaixadora da Brooklyn é primeiramente estar a altura de tudo que a marca representa, dentro do seu segmento e também daqueles que fazem parte de forma indireta, principalmente arte e gastronomia. E ser embaixadora no Brasil é um desafio ainda maior pela pluralidade cultural do país e do seu povo.

Agradecimento especial às Cervejarias e Embaixadoras (em ordem alfabética) Beatriz, Juliana, Paula e Rafa que gentilmente nos atenderam.

Saúde a todos!

Denny Ueda é Beer Sommelier e mestre em estilos formado pela ABS Instituto da Cervejaalém de ter uma vasta experiência profissional no ramo cervejeiro. Já foi proprietário da loja virtual Estação Cerveja, trabalhou na Cervejaria EikBier como consultor de negócios, na Wtrends como coordenador de projetos e atualmente possui uma empresa de consultoria, treinamentos e prestação de serviços vinculados a cerveja, a Plan Beer. [/tab]