Dia Internacional da Mulher – A Mulher e a Cerveja

Salve Brejeiros e Brejeiras, hoje especialmente as Brejeiras, pois hoje é o Dia Internacional da Mulher. Sendo assim vamos falar sobre a mulher e sua influência na história da cerveja, além de comentar exemplos de mulheres de sucesso no mundo cervejeiro.

Vamos começar pela história da cerveja, não se tem certeza exata de como foi criada, mas o que se sabe que há muitos indícios que mostram a mulher como possível inventora da cerveja ou senão papel importante nesta grande criação.

 

Mulher na Cerveja – História

Segundo a historiadora Jane Peyton, foram elas que descobriram as cervejas. Pesquisando sobre a história da cerveja, Jane Peyton percebeu que a mulher estava ligada a tudo que envolve o processo da bebida.

Na Mesopotâmia, Suméria, sociedades do norte da Europa e nos países nórdicos era papel da mulher supervisionar a preparação da cerveja. Entre os sumérios a cervejaria era a única profissão zelada por uma divindade feminina, a deusa Ninkasi.

Já no antigo Egito elas produziam cerveja e vendiam nas próprias tavernas para trabalhadores e estudantes.

No Japão por exemplo, onde o Sake é considerado a cerveja japonesa, a bebida foi descoberta por uma mulher ao azedar o arroz e desta fermentação surgiu o sake. Além disso o arroz utilizado posteriormente para esse fim só podia ser mastigado por mulheres virgens. A técnica durou até o início do século 20, em Okinawa. Em suma, elas eram as mestras cervejeiras das famílias.

No mundo moderno muitas mulheres tiveram e tem papel importante no mercado cervejeiro, por exemplo Hildegard von Bingen (1098-1179), cientista, freira, cervejeira, poetisa e etc., foi  a mulher que descobriu a utilidade do lúpulo para a cerveja!

Na época o lúpulo era cultivado em algumas abadias, mas não especificamente para o uso da cerveja. Mas dai um dia ela escreveu: “se alguém pretende fazer cerveja com aveia, deve prepará-la com lúpulo”. O lúpulo hoje na cerveja é essencial para uma maior duração e verdadeira paixão do chamados Hophead( viciados em lúpulo). Abaixo colocarei a lista de algumas mulheres que contribuem para nosso mercado cervejeiro.

 

Mulheres que contribuem ao mercado

No Mundo

Anat Baron

Beer Wars

Anat Baron foia  criadora do documentario Beer Wars que apresenta o esforço constante dos pequenos produtores de cerveja para simplesmente colocar seus produtos no mercado. Mostra a luta de dois empresários do ramo – Sam Calagione, dono da Dogfish Head Craft Brewery, e Rhonda Kallman.

Rhonda Kallman

New Century Brewing Company

Pioneira entre as mulheres no mercado de cerveja e atual presidente da New Century Brewing Company.

Anne-Françoise Pypaert

Orval

Atualmente mestre cervejeira da Oval, ao contrário de todas as demais cervejarias trapistas, a Orval produz apenas um único tipo de cerveja ao público em geral.

Anne tem duas décadas de trabalhos prestados no laboratório do mosteiro. A nomeação de uma mulher não entra em conflito com as regras restritas para a fabricação de uma cerveja trapista.

Nicole Erny

Master Cicerone

Primeira mulher e pessoa mais jovem a receber a certificação de Master Cicerone

No Brasil

Kathia Zanatta

Instituto da Cerveja

Formada como Biersommelier na Doemens Akademie, Alemanha. Já foi analista sênior de pesquisa e desenvolvimento de produtos do Grupo Schincariol. Tem experiência internacional, tendo trabalhado em uma das mais tradicionais cervejarias bávaras, a Paulaner Brauerei. Mestre Cervejeira – Siebel Institute (USA) + Doemens Academy(Alemanha),Experiência profissional nas cervejarias Paulaner (Munich) e Schincariol (Itu)
Degustadora Oficial do “World Beer Cup” (EUA), e do “European Beer Star” (Alemanha) desde 2008, sócia e professora do Instituto da Cerveja.

Bruna Garcia

Beer.com.br

Sommelière de cervejas especiais pela ABS e Mestre em Estilos  pelo Instituto da Cerveja. Colunas nos blogs Bom de Copo, Brejada e AllBeers . Responsável pelas cervejas nacionais no Beer.com.br.

Daniela Valverde

Heineken

Com 10 anos de atuação no mercado de bebidas é formada como sommelier de cerveja e mestre em estilos pelo Instituto da Cerveja. Atua na área de comunicação corporativa da HEINEKEN Brasil

Laura Aguiar

Ambev

Formada como Sommelier de Cervejas pela Doemens Akademie e Superior de Cerveja e Malte. Iniciou a carreira cervejeira em 2007 quando ingressou na Cervejaria Ambev. Trabalhou em maltarias e cervejarias do grupo onde atuou nas áreas de processo, qualidade, desenvolvimento de cervejas e tecnologias. Atualmente é a gerente corporativa responsável pelas áreas sensorial e de ciência do consumidor e professora do curso de Sommelier de Cervejas da Escola Superior de Cerveja e Malte e do curso Marketing de Cerveja do estúdio Marketing Cervejeiro.

Beatriz Ruiz

Ambev

Formada como Sommelier de Cervejas e Mestre em Estilos pelo Instituto da Cerveja. Foi a primeira embaixadora de uma cervejaria no Brasil, para a Wals. Atualmente é gerente de conhecimento cervejeiro da Ambev. Também uma das criadoras da confraria feminina da  Goose Island Sisterhood.

Lisa Torrano

CASP

Dona do bar cervejeiro Cerveja Artesanal São Paulo e organizadora de um dos principais eventos de cerveja do Brasil, o Encontro Cerveja Artesanal São Paulo e do novo Encontro Cerveja Artesanal Brasil.

Amanda Henriques

Maria Cevada

Criadora do blog Maria Cevada que é um dos principais do país.

Cilene Saorin

Doemens

Mestra cervejeira com graduação na Espanha pela Universidad Politécnica de Madrid – Escuela Superior de Cerveza y Malta e sommelier de cervejas com graduação na Alemanha pela Doemens Akademie. Tem mais de 15 anos de experiência profissional. Trabalhou para Brahma, Petrópolis, Antarctica e AmBev no Brasil e FlavorActiV na Inglaterra, empresa líder na área de gestão da qualidade sensorial de cervejas. Curadora do Degusta Beer and Food e docente nas escolas Senac, Academia Barbante de Cerveja e Doemens Argentina.

Amanda Reitenbach

Science of Beer

Doutoranda Eng.quimica, Mestra em Engenharia de Alimentos/Tecnologia Cervejeira pela Universidade Federal de Santa Catarina e Especialização em Cerveja pela UFLA. Participa como jurada de concursos nacionais e internacionais de cervejas, atua como consultora na indústria cervejeira, além de ministrar treinamentos e cursos relacionados ao setor. Professora no Science of Beer e curadora do Festival Brasileiro da Cerveja.

Katia Jorge

Flavoractiv

Química, Doutora em Ciências de Alimentos pela UFRJ e Universidade do Porto/Portugal, Mestre em Bioquímica pela UFRJ.  Trabalhou em empresas da área de bebidas como Cervejaria Brahma e Cervejaria Devassa, e como pesquisadora na Universidade Técnica de Berlim/Alemanha.  Atualmente faz parte do Sensory System Team na empresa inglesa FlavorActiV Ltd.

Carolina Oda

Science of Beer

Sommelier de cervejas. Formada em gastronomia pelo Senac / Águas de São Pedro. Iniciou no mundo cervejeiro sendo assistente da Mestre-Cervejeira Cilene Saorin. Trabalhou no bar Melograno. Formou-se sommelier de cervejas pela Doemens Academy em parceria com o Senac. Foi sommelier do ICI Brasserie e fez parte da coluna paladar do Estadão. Docente na Science of Beer.

Bia Amorim

Science of Beer

* Possui uma empresa de consultoria, a Por Obséquio.
* Publisher da revista Farofa Magazine, publicação voltada para o setor de A&B. Versão impressa e Portal online, com foco na região de Ribeirão Preto.
* Colunista de Cervejas na rádio CBN Ribeirão e no site Papo de Homem.
* Professora convidada do curso Marketing Cervejeiro e na Escola de Gastronomia de Ribeirão Preto.
* Jurada 2014, 2018 no Festival Brasileiro de Cervejas de Blumenau.
* Jurada no reality show Eisenbahn Mestre Cervejeiro 2017.
* Em 2017 foi jurada no 2º Concurso de melhor IPA do Brasil, no IPA day.
* Sócia do site BierSociety.

Então é isso brejeiras e brejeiros, desejamos a todas as mulheres um Feliz Dia da Mulher e que elas continuem contribuindo para o universo cervejeiro, afinal para cerveja todo dia é dia da mulher.

Cheers!

Comments