Este é um guia para quem pretende iniciar nesta grande arte que é beber cerveja, também para aprimorar o conhecimento de quem já está neste universo sobre novas cervejas e estilos. Também daremos algumas dicas de como começar, o que experimentar e como melhorar seu paladar e entendimento.

[tab name=”Veja também”]Harmonização – Como funciona?

Aprenda como Avaliar e Degustar Cervejas – Parte 1[/tab][end_tabset]

A maioria das informações são basicamente coisas que aprendemos ao longo do tempo, passando (muitas vezes) por nossa opinião. Não vamos ater a termos muito técnicos ou escrever textos e mais textos falando da história de cada cerveja. Caso tenha interesse em alguma coisa específica procure no nosso portal ou dê um google que sempre tem muito material sobre o tema e é essencial que você, como iniciante, pesquise e tenha muitas fontes para aprendizado. Muitas das coisas desse artigo podem dar margem para discussão, principalmente com os mais xiitas e “beerchatos”. Só queremos ressaltar que toda opinião ou crítica é bem vinda e, se necessário, ratificamos o que escrevemos. Pedimos apenas que façam críticas com educação e bom senso. OK?

Guia de cervejas – O Inicio

Começaremos com algumas cervejas básicas, seguindo a sequência de mais leves e menos complexas até as mais encorpadas e complexas, normalmente esta é a ordem que se prova cervejas, pois se você tomar uma cerveja mais complexa ou mais alcoólica antes, vai perder alguns detalhes das cervejas mais leves.

Quando o assunto é cerveja o ideal é pensar, um passo de uma vez. Pra quem só bebe cerveja de massa (skol, brahma etc) não adianta começar com uma breja complexa (uma lambic por exemplo), pois o estranhamento será evidente, e isso pode fazer com que a pessoa não queira mais se interessar pelo mundo cervejeiro. Aos poucos, sua exigência quanto à qualidade será maior e a evolução será natural, deixando para traz sua vida de “brahmeiro”…

Bom, vamos ao que interessa. Abaixo, algumas sugestões para quem quer começar. Cheers!

Guia de cervejas – Você é Iniciante?

Iniciante é aquele cidadão que só toma cerveja de massa, de preferência sempre a mesma ou a mais em conta do mercado. Para você que se encaixa nesse perfil, o primeiro passo é tirar algumas ideias da sua cabeça.

Skol, Brahma, Kaiser e etc são cervejas do tipo…você diz, Pilsen, certo?

ERRADO. Sim, eu sei que é isso que está escrito na lata, mas nossa cerveja não atende os princípios da classificação Pilsen (mais tarde explicamos). Por enquanto, entenda e grave, sua cerveja do domingão do futebol é uma Standard American Lager, não é uma Pilsen.

Saiba o que é uma Standard American Lager:

Estilo de Cerveja Stardard American Lager

Do que são feitas estas cervejas?

Você, habituado ao assunto responde malte (de cevada), lúpulo, água e levedo. Certo? ERRADO. Este tipo de cerveja é 40% feita de adjuntos ou cereais não maltados de milho ou arroz, que é adicionada a cerveja para acelerar o processo de fermentação, consequentemente mais rápida a cerveja é feita, mais $$$$ em menos tempo para a grande fábricas.

As cervejas “Premium” abreviação para Premium lager, são mais encorpadas que as “normais”, pois possuem menor quantidade desses adjuntos (de 25% a 0%), consequentemente a cerveja fica mais consistente, quando esta quantidade chega a 0% de adjuntos usa-se a nomenclatura de Puro Malte, onde há realmente só malte (de cevada), lúpulo, água e leveduras. Por isso, se não tiver jeito, prefira uma Premium lager ao invés de uma “normal”, é garantia de acerto. Além disso, cervejas no mundo inteiro usam ingredientes dos mais variados, apesar da base ser parecida. nos próximos artigos vocês entenderão que uma cerveja pode ter de tudo (tudo mesmo!!) em sua composição.

Breja gringa/artesanal é muito cara

cerveja-dinheiro-cara

Pois é, não podemos discordar completamente, mas na verdade se você colocar na ponta do lápis muitas vezes as artesanais saem mais baratas por você se saciar com menos. Se o custo for sua principal preocupação, feche esse artigo e retorne quando estiver preparado para gastar um pouco mais.

Não tem jeito, o gasto será maior e a tendência é que cada vez aumente , portanto, prepare o bolso. Mas vale lembrar, você está pagando mais por uma melhor qualidade. Além disso, existem boas cervejas a um custo pequeno no mercado, que podem tranquilamente se tornar uma breja do dia-a-dia. E lembre-se, o lema do bom cervejeiro é:” Beber menos e melhor!”.

Dito isso, vamos às indicações. Como você é um iniciante, a ideia é que as brejas sejam baratas e fáceis de tomar, além disso, representem razoavelmente o estilo e a ideia que se propõem. Bebendo essas brejas, você vai direcionar um pouco seu gosto e entender que estilo você mais e menos gosta.

Guia de Cervejas – Iniciantes

[tab name=”Bohemian Pilsner”]

pilsner-urquell-guia de cervejas

 

Nome: PilsnerUrquell

País: Rep. Tcheca 

Estilo: BohemianPilsen

Preço de mercado: R$11,00-15,00

Por que ela?

Essa breja é um belo exemplo do verdadeiro estilo Pilsen (ou Pilsner). Bebendo essa breja você vai entender o que explicamos a pouco em relação às cervejas de mercado e sua falsa classificação de estilo. A primeira coisa que se nota ao bebê-la é um amargor maior em relação as outras brejas. Esse amargor vem do lúpulo, um dos ingredientes da cerveja (essa cervejas levam cerca de 3x mais lúpulo que as “normais”). Se você gostar dela, é um bom sinal.

[/tab][tab name=”Weizen”]

franziskaner guia de cervejas


Nome: Franziskaner Hefe Weissbier
País: Alemanha 
Estilo: GermanWeizen
Preço de mercado: R$5,00-9,00

Por que ela?

Um estilo muito popular e querido, por iniciantes ou não, são as cervejas de trigo, ou Weiss. Geralmente são as primeiras experimentadas, por curiosidade ou oferecidas pelo amigo no bar. São bem populares hoje em dia. A Franziskaner, conhecida entre os brejeiros como “Chiquinha”, é um belo exemplo desse estilo, além do custo baixo. Ela e a família Erdinger são obrigatórias na iniciação de um bom cervejeiro.

[/tab]

[tab name=”Belgian Blond Ale”]
cerveja leffe blonde guia de cervejas Nome: LeffeBlond

País: Bélgica 

Estilo: Belgian Blond Ale

Preço de mercado: R$4,50-7,00

Por que ela?

Também muito popular essa breja é ótima para o dia a dia pelo preço baixo em relação às demais. Por muitos, é considerada o melhor custo benefício do mercado nacional. O primeiro grande pró dessa escolha é conhecer uma cerveja de fermentação alta, as Ales. Você irá perceber que a cerveja é mais aromática e frutada, além do corpo e final diferentes. Se você vê-la em promoção, compre de dúzias, pois vale a pena.[/tab]

[tab name=”Dry Stout”]

guinness guia de cervejasNome: Guinness

País: Irlanda

Estilo: DryStout

Preço de mercado: R$15,00-18,00

Por que ela?

Essa provavelmente é o maior exemplo de breja que se mistura com o estilo. Não dá pra falar de Stout sem falar de Guinness. Você com certeza já ouviu falar e já viu aquelas festas de St. Patrick com todo mundo segurando um pint da Guinness. Vale a pena experimentar, mas ela pode não agradar, pois aos mais desacostumados parece aguada ou choca. Para outros essa pode ser a “queridinha”. A escolha de se acostumar vai de você, mas todos devem tê-la no cartel de experiências. [/tab]

[tab name=”Belgian Pale Ale”]


einsenbahn pale ale guia de cervejas
Nome: Eisenbahn Pale Ale

País: Brasil

Estilo: Belgian Pale Ale

Preço de mercado: R$3,00-6,00

Por que ela?

Esse é mais um exemplar de uma cerveja de fermentação alta, as Ales. Essa, a Pale Ale – Ale Palha, na tradução literal – é um estilo muito popular lá fora, onde as Ales claras são bem difundidas. Essa cerveja é mais doce e frutada, trazendo um amargor legal. A dica que eu dou é observar o aroma dessa cerveja, que além de muito gostoso é diferente do que você está acostumado. Outro pró e a facilidade de encontra-la e seu preço muito vantajoso. Além da Eisenbahn, a Pale Ale da Backer também é recomendável, caso seja encontrada, para comparação, pois essa se trata de uma Pale Ale Inglesa. Com elas, você começará a entender essa história de Bélgica e Inglaterra nos estilos e nomenclaturas das brejas, e suas diferenças na prática.

[/tab][end_tabset]

Bom, a primeira parte do nosso guia de iniciação cervejeira fica por aqui.

Acesse abaixo a segunda parte do guia, onde apresentaremos mais 10 cervejas para iniciantes.

Até a próxima. Cheers!

[tab name=”Veja Também”]

[/tab][end_tabset]