Cervejaria Artesanal – Boletim Março – Acerva SP

Resumo de Março na Integra da Acerva SP.

Começamos nossa retrospectiva de março com uma triste notícia que recebemos já no último final de semana do mês: faleceu no dia 29 o amigo Edson Patrocínio, da MecBier. Edinho, como costumava ser chamado, foi um dos pioneiros na fabricação de equipamentos para cervejeiros caseiros no país e ajudou a transformar o hobby no que ele é hoje. Ao lado de Stela, sua filha, colaborou para que a ACervA Paulista fosse fundada, tanto que se tornou um dos seus primeiros sócios beneméritos. Por ora, deixamos aqui nosso sentimentos aos amigos e a toda família Patrocínio.

No mesmo dia 29, uma brassagem coletiva estava sendo realizada no Empório Alto dos Pinheiros, em São Paulo, onde aproximadamente trinta cervejeiros acompanharam a produção de um Special Bitter, cujos insumos foram fornecidos pelo associado Flávio Falqueiro Melo, que há pouco inaugurou uma loja de produtos para cervejeiros caseiros na cidade. Outra brassagem coletiva aconteceu no Vasconsulado, em Ribeirão Preto, no dia 23, quando Tarcísio Vascão abriu a sua casa para que cervejeiros produzissem uma English Red Ale – o mês foi das inglesas!

Já em Araraquara, a Opera, parceira da ACerva Paulista, recebeu cervejeiros para a produção de uma cerveja colaborativa em conjunto com nossa associação e os amigos da Confraria Caipira. Do equipamento profissional da cervejaria saíram 240 litros de uma Ordinary Bitter, que foi dividida em lotes de 20 litros e distribuída para que os cervejeiros realizassem a fermentação e a finalização da bebida em casa, conforme julgassem melhor. Depois que estiverem prontas, haverá um encontro com degustação às cegas e eleição dos melhores resultados.

Por fim, ainda tivemos um curso de produção de cerveja caseira em Jaú, no dia 15, ministrado por João Zugliani, atual presidente da Acerva Paulista, que contou com a participação de 10 pessoas, mesmo número de participantes do encontro de cervejeiros realizado no dia 26, em São José dos Campos, onde a conversa – repleta de trocas de informações e impressões acerca das fermentadas – rolou até às duas horas da manhã.

E que venha abril!

Um abraço.

Diretoria da ACervA Paulista