MIS recebe evento Horizontes – Cerveja & Som com cultura cervejeira e shows gratuitos

No sábado, 16 de dezembro, o MIS – instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – recebe o evento Horizontes – Cerveja & Som, promovido pela cervejaria Dádiva. Na data a área externa do museu será ocupada por mais de 60 torneiras de chope e shows gratuitos de bandas independentes. Completa a programação uma palestra com especialistas do mercado cervejeiro. O evento é gratuito e acontece das 11h às 19h.

O evento Horizontes – Cerveja & Som reúne os principais rótulos da Dádiva e de cervejarias que produzem na fábrica de forma “cigana”, como Avós, Mafiosa, Treze, Suricato, Dogma, Tito Bier, Trilha e Urbana, entre outras.
O cardápio musical do evento é eclético e valoriza bandas independentes, com a participação do grupo Garotas Suecas, com uma seleção especial de garage-soul, Bike, com seu notável rock psicodélico, e do quarteto Vitreaux, apresentando folk rock com influência dos anos 60. A programação musical tem início às 14h e os shows tem duração aproximada de 60 minutos.

Para quem quiser saber mais sobre o tema Cerveja, o evento contará ainda com um bate-papo descontraído com expoentes da cena cervejaria nacional, também com entrada franca. O diálogo acontece no Auditório MIS, entre 13h e 14h.
Drinks exclusivos de cerveja com gim Virga, cardápio especial da chef Clarice Reichstul, do Paca Polaca, primeira convidada do Projeto Mistura (uma parceria do MIS com o chef Checho Gonzales), são algumas das atrações da área gastronômica do evento, que conta ainda com performances de grafiteiros que farão live painting na fachada lateral do museu.

Confira abaixo a programação completa:

Horizontes – Cerveja & Som

Data: 16/12 (sábado)
Horário 11h às 19h

Local área externa

Chopes (doses de 100ml e 300ml): de R$ 6,00 a R$ 20,00

Taça do evento (personalizada e opcional para compra): taça + cordão por R$ 30,00.
Mais de 60 torneiras de chope com os principais rótulos da Dádiva e de cervejarias que produzem na fábrica de forma “cigana”, como Avós, Mafiosa, Treze, Suricato, Dogma, Tito Bier, Trilha e Urbana, entre outras.

 

Palestra sobre o mercado cervejeiro – O Diálogo

Horário: 13h – 14h
Local: Auditório MIS (172 lugares)

Entrada: Gratuita (retirada de senha com uma hora de antecedência na recepção do MIS)

Sobre os palestrantes convidados

 ·       Carolina Oda: Uma das primeiras profissionais formadas em gastronomia a se especializar em cervejas no Brasil. Desde 2008 trabalha no mundo dos copos, maltes e lúpulos. Desde então, viveu experiências diversas. Começou como assistente da sommeliere e mestre-cervejeira Cilene Saorin, foi chefe de sala do bar Melograno, cuidou de treinamento de equipes e desenvolvimento das marcas de cerveja da importadora Tarantino, foi gerente na Cia. Tradicional de Comércio (Ici Brasserie), e colunista de cerveja e outras bebidas. Hoje, realiza jantares harmonizados com alguns dos melhores chefs e restaurantes do Brasil, é professora de serviço e harmonização em cursos do Science of Beer e consultora para implantação de negócios, serviço de sala e de cerveja.

·       André Oliveira (Guaxupé): É gerente nacional da cervejaria Curitibana Maniacs Brewing Co. Nos seus anos de experiência na Distribuidora BeerManiacs, participou da construção de diversas marcas do portfólio da empresa. Durante seu trabalho na importadora passou por cargos como vendedor externo, supervisor de vendas e gerente. Tem um carro amarelo, é adepto do Rock’n Roll e do estilo Belga.

·       Luiza Lugli Tolosa: Sócia-fundadora da Cervejaria Dádiva, criada em 2014 em Várzea Paulista, é administradora de empresas e sommelier de cervejas, hoje comandando a cervejaria e a Distribuidora Dádiva. A cervejaria produz não só as cervejas da Dádiva, mas também de cervejarias ciganas, como Mafiosa, Treze, Suricato e Dogma. A Distribuidora também trabalha com produtos que não são feitos na cervejaria, como cervejas importadas e gins. 

·       Victor Pereira Marinho: É Diretor Industrial da Cervejaria Dádiva, responsável por toda a produção da fábrica, e pela criação e execução das cervejas da marca desde 2014. É cervejeiro caseiro desde 2009, quando o mercado de cervejas artesanais começou a nascer no Brasil, e sommelier de cervejas, mestre em estilos e cervejeiro formado pelo Instituto da Cerveja Brasil. Já prestou consultoria para cervejarias como Júpiter, Dogma e Urbana, entre muitas outras.

Shows
Horário 14h – 18h
Local Área externa

Entrada Gratuita

14h | Vitreaux

O quarteto Vitreaux acaba de lançar o single Na Avenida enquanto finaliza seu segundo disco, previsto para o primeiro semestre de 2018. O show do MIS já conta com algumas canções inéditas, além do repertório dos trabalhos anteriores. A banda paulistana foi formada em 2013 e é composta por Lucas Oliveira (guitarra e voz), Guib Silva (bateria), João Rocchetti (baixo e voz) e Ivan Liberato (guitarra e voz). Em seu último trabalho, o álbum Pra gente poder passear, lançado pela
Deckdisc em maio de 2016, a banda demonstra uma sonoridade diferente do que havia sido apresentado no EP anterior. Ainda sendo possível notar uma forte influência de rock dos anos 60, mas podendo também encontrar elementos de jazz, de psicodelia, dentre outros estilos. Essa mistura estilística oriunda dos diferentes gostos musicais de cada integrante, somado com letras sendo cantadas em português formam a sonoridade final que compõe o disco recém-lançado.

15h30 | Garotas Suecas

Formado em 2005, a banda paulista de garage-soul Garotas Suecas comemora 12 anos de estrada trazendo na bagagem dois LPs: Feras míticas (2013-Vampisoul) e Escaldante Bbnda (2010-American Dust/Vampisoul) e quatro EPs independentes: Mal educado (2015), Dinossauros (2008), Difícil de domar (2007) e Hey Hey Hey, São os garotas suecas (2005). A banda já excursionou pelos EUA em quatro ocasiões e na Espanha em duas, tendo levado sua música para mais de 50 cidades pelo Brasil e o mundo.

17h | Bike

Diego (guitarra e voz), Julito Cavalcante (guitarra e voz), João Gouvea (baixo e voz) e Daniel Fumega (bateria) compõe a BIKE. A BIKE é uma banda que entende de estrada: já tocou em mais de 50 cidades de 15 estados do Brasil por onde passou, entre festivais de grande porte e shows em casas pequenas. Em abril de 2017 a banda lançou o álbum Em busca da viagem eterna. Ainda com os pés na psicodelia, mas explorando mais o lado rock (junto aos já reconhecíveis chilling mantras), o disco traz uma sonoridade sensorial e leva o ouvinte a uma viagem cósmico-caótica, guiada por letras lisérgicas, guitarras reverberadas e cheias de delay.

Gastronomia

A escritora e cineasta Clarice Reichstul é a responsável pela marca Paca Polaca, que serve comida polonesa sob encomenda. A base do menu proposto por Clarice são os Zappies, tipo de sanduíche aberto muito comum na Polônia, e que é chamado de pizza polonesa. Além dos Zappies (R$ 15,00 a R$ 18,00) nas opções de carne bovina e salada de repolho, vegetariano (abobrinha e cogumelo) e vegana (abóbora cabochá e abacate), há folhados (R$ 5,00 a R$ 7,00) de cogumelo, batata com cebola caramelizada e costela; salada de grãos e ervas R$ (6,00), bolo do dia (R$ 5,00) e brownie de chocolate branco e preto (R$ 8,00). O público também conta com os cafés especiais do Wolff Café.

SERVIÇO
Horizontes – Cerveja & Som
DATA 16.12 (sábado)
HORÁRIO 11h às 19h
LOCAL Área externa do MIS e Auditório MIS
INGRESSO Gratuito (para a palestra é necessário retirar ingressos com uma
hora de antecedência na bilheteria)
CLASSIFICAÇÃO 18 anos – venda de bebidas alcoólicas proibida para menores de
18 anos

Museu da Imagem e do Som – MIS
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo | (11) 2117 4777 |
<http://www.mis-sp.org.br> www.mis-sp.org.br
Estacionamento [Conveniado]: R$ 18
Acesso e elevador para cadeirantes. Ar condicionado.