Lúpulos Ingleses – Guia Completo

Salve brejeiros, dando continuidade para o tema lúpulo que faz muito sucesso hoje vamos falar de locais que são produtores de lúpulo, as “escolas de lupulo”, cada uma com sua característica específica. E como vocês pediram, o primeiro tema será Lúpulos Ingleses.

Lúpulos Ingleses – Vídeo

Lúpulos Ingleses – História

Algumas características de estilos hoje conhecidos nasceram exatamente desta regionalidade sensorial dos lúpulos como, por exemplo, o aroma de uma IPA inglesa. 

Os grandes produtores de lúpulo no mundo estão nos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Bélgica, República Tcheca e Nova Zelândia. 

Com exceção da Nova Zelândia, os grandes produtores de lúpulo estão divididos praticamente como as escolas cervejeiras, sendo que a República Tcheca segue a escola alemã e foi berço, pelas mãos de um cervejeiro alemão da Bavária, do estilo mais famoso do mundo: o Pilsen.

Então vamos abordar primeiramente os lúpulos do Reino Unido. 

Sabe-se que o cultivo de lúpulos nas terras da rainha começou no final do século 15, trazido da região de Flandres para a região de Kent. 

No século 17, as cervejas sem lúpulo já não eram populares incentivando o cultivo de lúpulo. 

Mas o século 19 foi a era de ouro para os produtores, que estavam espalhados por todo o Reino Unido, mas atualmente estão concentrados apenas nos condados ingleses do centro-oeste e do sudeste.

Os lúpulos ingleses têm aroma terroso, gramíneo, floral, frutado, levemente cítrico, amadeirado e condimentado. São mais utilizados em estilos ingleses por sua característica marcante mas, devido a leveza e complexidade de algumas variedades, são ótimos para session beers.

Vou citar agora alguns exemplos de características de algumas variedades e algumas cervejas onde eles são utilizados:

Fuggles

lúpulo inglês Fuggle

Ácido alfa: 3 – 5,6% ,

Ácido beta: 4 – 6%

Óleos Totais: 0,7 – 1,4 ml / 100 g

Cohumolona: 25 – 30 % dos óleos totais 

Mirceno: 24 – 28 % dos óleos totais

Humuleno: 33 – 38 % dos óleos totais

Cariofileno: 9,0 – 13,0 % dos óleos totais

Farneseno: 5,0 – 7,0 dos óleos totais

Use típico : Aroma

O primeiro que falarei é o Fuggle ou com costumam falar no Brasil, Fuggles. Ele foi nomeado em homenagem ao produtor da região de Kent que o introduziu em 1875 e é reverenciado desde então como o aroma clássico de lúpulo para Bitters britânicas e Pale Ales. 

A variedade é muitas vezes utilizada em combinação com Goldings. 

Ele traz um traço robusto e contribui muito bem para o sabor da cerveja e algumas vezes é utilizado como lúpulo que traz sensação de secura. Sensorialmente ele traz terroso, amadeirado e floral. 

O Fuggle pode ser encontrado na Shipyard Fuggles IPA, Fuller’s London Porter e Theakston Old Peculier.

Estilos

IPA, English Bitter, Pale Ale, Ale, English Ale, Belgian Ale, French Ale, Barleywine, Imperial stout, English Strong Ale, Scottish Strong Ale, Scottish Ale, Porter e Scout

Substitutos

Styrian Golding, American Fuggle, Willamette, Newport, Progress, Sovereign e American Tettnanger

East Kent Goldins ou Kent Goldings

Ácido alfa: 4,5 – 6,5%

Ácido beta: 1,9 – 2,8%

Óleos Totais: 0,4 – 0,8 ml / 100 g

Cohumolona: 30 – 34 % dos óleos totais 

Mirceno:18 – 28 % dos óleos totais

Humuleno: 34 – 45 % dos óleos totais

Cariofileno: 12 – 17 % dos óleos totais

Farneseno: <1 % dos óleos totais

Vamos falar agora do lúpulo é o Kent Goldings ou East Kent Goldins. Ele foi desenvolvido a partir da variedade selvagem do lúpulo Canterbury Whitebine no final de 1700 e lançado no mercado em 1790. O aroma dele é suave, perfumado, trazendo Aromas cítrico, tipo limão,

é condimentado, floral e terroso como Alcachofra, gengibre e um picante. 

Ele é Excelente para “dry-hopping” e pode ser encontrado na Fuller’s ESB e Brooklyn IPA.  

É um lúpulo usado aroma e amargor.

Estilos

Estilos

English Ale, Stout, Porter, Lager, Belgian Ale, French Ale, Barleywine, Imperial stout, Brown Ale, English Strong Ale, Scottish Strong Ale, Scottish Ale, English Bitter, Pale Ale, IPA e Scout

Substitutos

U.K. Progress, American. Golding, Whitbread Golding Variety, Fuggle, Willamette, Sovereign e First Gold

CHALLENGER

Ácidos Alfa: 6,5 – 8,5 %

Beta Ácidos: 2,5 – 4,3%

Óleos Totais: 1,0 – 1,5 mL/100g

Cohumulona: 20 – 25% dos ácidos alfa

Mirceno: 30 – 42% dos óleos totais

Humuleno: 28 – 32% dos óleos totais

Cariofileno:8 – 10% dos óleos totais

Farneseno:1 % dos óleos totais

Já o lupulo Challenger foi desenvolvido na Faculdade de Wye em 1963 e divulgado em 1971, a ideia foi combinar níveis mais altos de alfa e oleos essenciais, e claro que deu certo!

 Esse lúpulo inglês é para uso tanto de aroma como de amargor, trazendo um  forte aroma com toques picantes e certas características frutadas, como Banana,Conhaque,Gengibre,Floral.

Você pode provar o resultado nesse lúpulo na Fullers ESB.

Estilos

Ales inglesas, Porter, Stout, ESB, Bitter, Barley Wine, Imperial Stout

Substitutos

Cluster, Northern Brewer, Perle e Target

Admiral

lupulos ingleses admiral

Ácido alfa: 13 – 16%

Ácidos Beta: 4,8 – 5,1%

Óleos Totais: 1,0 – 1,7 mL/100g

Cohumulona: 37 – 45% dos ácidos alfa

Mirceno: 39 – 48% dos óleos totais

Humuleno: 23 – 26% dos óleos totais

Cariofileno: 6 – 18% dos óleos totais

Farneseno: 0 – 2 % dos óleos totais

O Admiral é um Excelente lúpulo de aroma, com predominância de notas cítricas de laranja e também notas herbais. No amargor ele é assertivo e resinoso e é uma excelente escolha para dry hoppings se a sua ideia é trazer caracteristicas de Amadeirado, herbal e cítrico na cerveja. Ele pode ser encontrado na Adnams English Red Ale e na Anchor Pale Ale.

Estilos

Estilo inglês de IPA e outras Ales inglesas, Extra special Bitter (ESB), India Pale Ale, English Bitter, Pale Ale, Ale, English Ale, Belgian Ale, French Ale, Barleywine, Imperial stout, English Strong Ale, Scottish Strong Ale, Scottish Ale, Porter e Stout.

Substitutos

Target, Northdown e Challenger

Target

lupulos ingleses target

Alfa Ácidos 8.0 – 13%

Beta Ácidos: 4,8 – 5,1%

Óleos Totais: 1,0 – 1,7 mL/100g

Cohumulona: 37 – 45% dos Alfa Ácidos

Mirceno: 39 – 48% dos óleos totais

Humuleno: 23 – 26% dos óleos totais

Cariofileno: 6 – 18% dos óleos totais

Farneseno: 0 – 2 % dos óleos totais

 Criado a partir Challenger ,o Target foi desenvolvido no Wye College no Reino Unido, nos anos de 1972, com alto valor de amargor e aroma intensificado. 

Ele é usado na IPA da Green Man Ale em Asheville da Carolina do Norte, e em muitas cervejas artesanais inglesas. Ele tem aquele aroma de lúpulo inglês intenso e agradável, com notas de conhaque, baunilha, Citrus, madeira, caramelo, herbal, picante.

Estilos

 American Amber, English Bitter, Pale Ale, English Ale, Belgian Ale, French Ale, American Lager, European Dark Lager, Barleywine, Imperial stout, Belgian Lambic, Sour Ale, Belgian Strong Ale, English Strong Ale, Scottish Strong Ale, Scottish Ale, Bock, Brown Ale, European Pale Lager, German Amber Lager, Fruit Beer, India Pale Ale, Kölsch, Altbier, Light Ale, Porter, Smoked Beer, Specialty Beer, Spice Beer, Stout, Wheat, American Stout

Substitutos

Admiral, Fuggle, Nugget, Willamette, Pilgrim, Magnum, Northdown e Progress

PROGRESS

lúpulos ingleses english progress

Alfa Ácido: 4.0 – 7.5%

Beta Ácido: 2.0 – 2.8%

Óleo Essenciais: 0.6 – 1.2

Cohumulona: 25%-34%
Total de óleos essenciais 0.5-1.2 mL/100g
Mirceno: 24%-33.5%
Humuleno: 36%-47%
Cariofileno: 10.6%-14%
Farneseno: 1%

O Lúpulo Progress é um lúpulo semelhante ao Fuggle, ligeiramente mais doce e com um amargor sutil. Este lúpulo mostra um perfil de aroma ideal para British Ales, apresentando aromas florais agradáveis. Notas picantes, gramíneas, florais, terrosas e de mel

Além desses que contei aqui pra vocês agora é importante lembrar que existem muitas outras variedades de lúpulos ingleses e todos ficam excepcionais com estilos não apenas ingleses,mas também  americanos e até mesmo alguns belgas e alemães!

 E porque não sair fora da caixa e inventar uma cerveja sua com a complexidade dos aromas ingleses? Tipo Goldings…sei lá, seja criativo! Qualquer variedade fica muito boa com caramelo pronunciado, por exemplo. O importante é experimentar e claro mandar pra gente provar!

Estilos

English Ale, Belgian Ale, French Ale, English Bitter, Pale Ale, Extra Special Bitter (ESB), Porter, Barleywine, Imperial stout, Brown Ale, English Strong Ale, Scottish Strong Ale, Scottish Ale, India Pale Ale e Stout.

Substitutos

Fuggle, U.K. Kent Golding, Whitbread Goldings  e Variety

Por hoje é só sobre os lúpulos ingleses, comenta aí suas experiências, me conta qual deles você prefere mais e claro deixa também nos comentários sobre qual escola de lúpulos você quer que eu fale no próximo vídeo. 

E lembrando que pra quem é apoiador tem material exclusivo e mais completinho sobre esse assunto, então torne-se agora apoiador a partir de R$2 e faça parte da nossa comunidade exclusiva com videos extras e o nosso grupo de whatsapp.

ATÉ A PRÓXIMA! CHEERS!