Horizontes – Cerveja & Som

Carregando mapa ....

Data / Hora
Date(s) - 16/12/2017
11:00 - 19:00

Localização
Museu da Imagem e do Som – MIS

Categorias


MIS recebe evento de cultura cervejeira e shows gratuitos de bandas independentes.

Chopes (doses de 100ml e 300ml): de R$ 6,00 a R$ 20,00

Taça do evento (personalizada e opcional para compra): taça + cordão por R$ 30,00
Mais de 60 torneiras de chope com os principais rótulos da Dádiva e de cervejarias que produzem na fábrica de forma “cigana”, como Avós, Mafiosa, Treze, Suricato, Dogma, Tito Bier, Trilha e Urbana, entre outras.

Palestra sobre o mercado cervejeiro

Horário 13h – 14h
Local Auditório MIS (172 lugares)

Entrada Gratuita (retirada de senha com uma hora de antecedência na recepção
do MIS)

Shows
Horário 14h – 18h
Local Área externa

Entrada Gratuita

14h | Vitreaux

O quarteto Vitreaux acaba de lançar o single Na Avenida enquanto finaliza seu segundo disco, previsto para o primeiro semestre de 2018. O show do MIS já conta com algumas canções inéditas, além do repertório dos trabalhos anteriores. A banda paulistana foi formada em 2013 e é composta por Lucas Oliveira (guitarra e voz), Guib Silva (bateria), João Rocchetti (baixo e voz) e Ivan Liberato (guitarra e voz). Em seu último trabalho, o álbum Pra gente poder passear, lançado pela
Deckdisc em maio de 2016, a banda demonstra uma sonoridade diferente do que havia sido apresentado no EP anterior. Ainda sendo possível notar uma forte influência de rock dos anos 60, mas podendo também encontrar elementos de jazz, de psicodelia, dentre outros estilos. Essa mistura estilística oriunda dos diferentes gostos musicais de cada integrante, somado com letras sendo cantadas em português formam a sonoridade final que compõe o disco recém-lançado.

15h30 | Garotas Suecas

Formado em 2005, a banda paulista de garage-soul Garotas Suecas comemora 12 anos de estrada trazendo na bagagem dois LPs: Feras míticas (2013-Vampisoul) e Escaldante Bbnda (2010-American Dust/Vampisoul) e quatro EPs independentes: Mal educado (2015), Dinossauros (2008), Difícil de domar (2007) e Hey Hey Hey, São os garotas suecas (2005). A banda já excursionou pelos EUA em quatro ocasiões e na Espanha em duas, tendo levado sua música para mais de 50 cidades pelo Brasil e o mundo.

17h | Bike

Diego (guitarra e voz), Julito Cavalcante (guitarra e voz), João Gouvea (baixo e voz) e Daniel Fumega (bateria) compõe a BIKE. A BIKE é uma banda que entende de estrada: já tocou em mais de 50 cidades de 15 estados do Brasil por onde passou, entre festivais de grande porte e shows em casas pequenas. Em abril de 2017 a banda lançou o álbum Em busca da viagem eterna. Ainda com os pés na psicodelia, mas explorando mais o lado rock (junto aos já reconhecíveis chilling mantras), o disco traz uma sonoridade sensorial e leva o ouvinte a uma viagem cósmico-caótica, guiada por letras lisérgicas, guitarras reverberadas e cheias de delay.

Gastronomia

A escritora e cineasta Clarice Reichstul é a responsável pela marca Paca Polaca, que serve comida polonesa sob encomenda. A base do menu proposto por Clarice são os Zappies, tipo de sanduíche aberto muito comum na Polônia, e que é chamado de pizza polonesa. Além dos Zappies (R$ 15,00 a R$ 18,00) nas opções de carne bovina e salada de repolho, vegetariano (abobrinha e cogumelo) e vegana (abóbora cabochá e abacate), há folhados (R$ 5,00 a R$ 7,00) de cogumelo, batata com cebola caramelizada e costela; salada de grãos e ervas R$ (6,00), bolo do dia (R$ 5,00) e brownie de chocolate branco e preto (R$ 8,00). O público também conta com os cafés especiais do Wolff Café.

Horizontes - Cerveja & Som
iCal 0