Dry Stout / Irish Stout

O estilo Dry Stout é um estilo de origem Irlandesa e é Caracterizado pelo uso de cevada torrada ao invés de malte torrado, em função dos impostos sobre o malte que não eram cobrados sobre a cevada crua.

Apresentam características mais picantes e tostadas como o café. Ainda hoje utilizada por algumas cervejarias, a cevada confere textura mais cremosa à cerveja.

BJCP – 15B. Irish Stout

Impressão Geral

Uma cerveja preta com um sabor tostado pronunciado, muitas vezes semelhantes aos de café. O balanço pode variar de bastante uniforme a bastante amargo, com versões mais equilibradas tendo um pouco de dulçor do malte e as versões amargas versões sendo bastante secas. As versões de barril são geralmente cremosas devido ao nitrogênio, mas as versões engarrafadas não terão esse caráter derivado do serviço. O sabor tostado pode ser seco e como café, a um tanto achocolatado.

Uma cerveja preta com um sabor tostado pronunciado, muitas vezes semelhantes aos de café. O balanço pode variar de bastante uniforme a bastante amargo, com versões mais equilibradas tendo um pouco de dulçor do malte e as versões amargas versões sendo bastante secas. As versões de barril são geralmente cremosas devido ao nitrogênio, mas as versões engarrafadas não terão esse caráter derivado do serviço. O sabor tostado pode ser seco e como café, a um tanto achocolatado.

Aroma

Normalmente, domina um aroma como de café moderado; pode ter notas secundárias de chocolate escuro, cacau e/ou cereal torrado. Os esteres variam de médio baixo a nenhum. O aroma de lúpulo é de baixo a nenhum, pode ser um pouco terroso ou floral, mas geralmente é ausente.

Normalmente, domina um aroma como de café moderado; pode ter notas secundárias de chocolate escuro, cacau e/ou cereal torrado. Os esteres variam de médio baixo a nenhum. O aroma de lúpulo é de baixo a nenhum, pode ser um pouco terroso ou floral, mas geralmente é ausente.

Aparência

Cor negra brilhante a marrom muito profundo com destaques granada. De acordo com o Guinness “A Guinness pode parecer preta, mas na verdade é um tom muito escuro de rubi.” Opaca. Uma espuma de cor bronzeada a café, espessa e cremosa, de longa duração, é característica quando é servido com nitro, mas não espere que esta espuma cremosa e escura em uma cerveja engarrafada.

Sabor

Moderado sabor de grãos ou de maltes tostados com um amargor do lúpulo médio a alto. O final pode ser seco e como de café, moderadamente balanceado com um toque de caramelo ou dulçor de malte. Normalmente tem sabores como de café, mas também pode ter um caráter de chocolate agridoce ou sem açúcar no palato, que perdura no final. Fatores de equilíbrio podem incluir alguma cremosidade, nulo a médio-baixo frutado e nenhum a médio sabor de lúpulo (muitas vezes terroso). O nível de amargor é um tanto variável, com caráter tostado e seco no final; permita a interpretação por parte dos cervejeiros.

Sensação de Boca

corpo médio-baixo a médio-alto, com um caráter um tanto cremoso (especialmente quando servido com nitro). Carbonatação baixa a moderada. Para o alto amargor de lúpulo e a proporção significativa de grãos escuros presentes, esta cerveja é muito suave. Pode ter uma ligeira adstringência dos grãos torrados, mas a aspereza é indesejável.

Comentários

Quando uma cervejaria ofereceu uma stout e uma Porter, a Stout era sempre a cerveja mais forte (ela foi originalmente chamado de “Stout Porter”). As versões modernas são fabricadas a partir de um OG inferior e não refletem necessariamente uma maior intensidade em comparação a uma Porter. Hoje é tipicamente uma cerveja servida na torneira (on tap); versões engarrafadas são normalmente feitas a partir de um OG superior e, normalmente são chamadas Extra Stouts. Existem diferenças regionais na Irlanda, semelhante à variabilidade das English Bitter. A Stout típica de Dublin usa cevada torrada, são mais amargas e são mais secas. A Stout típica de Cork é mais doce, menos amarga, e tem sabores de chocolate e de maltes especiais. Os exemplos comerciais deste estilo são quase sempre associadas a um serviço com nitro. Não espere que as cervejas acondicionadas em garrafas tradicionais tenham uma textura cremosa e volumosa, ou a espuma de muito longa duração tradicionalmente associado ao serviço com nitrogênio.

História

O estilo evoluiu de tentativas de lucrar em cima do sucesso da London Porter, mas originalmente refletia um corpo e uma intensidade mais completa, mais cremosa e mais “Stout”. Guinness começou produzindo apenas Porter, em 1799, e um “tipo mais encorpado (stouter) cerveja” em torno de 1810. As Irish Stout divergem da London Single Stout (ou simplesmente Porter) no final de 1800, com uma ênfase nos maltes escuros. Guinness foi uma das primeiras cervejarias a usar malte propriamente preto para stout e Porter na década de 1820. Guinness começou a usar cevada tostada após a Segunda Guerra Mundial, enquanto os cervejeiros de Londres continuaram usando malte marrom. Guinness começou a usar flocos de cevada na década de 1950, aumentando em muito a atenuação. Guinness Draught foi lançado como uma marca em 1959. As garrafas e latas Draught foram desenvolvidas no final dos anos 1980 e 1990. Ingredientes Característicos: Guinness é feita utilizando cevada tostada, flocos de cevada e malte Pale. Outras cervejarias não necessariamente usam cevada tostada, e podem usar o malte Chocolate e outros maltes escuros e especiais. Seja qual for a combinação de maltes ou grãos utilizados, o produto resultante deve ser preto. As Stouts típicas de Cork são talvez as mais próximas do estilo histórico de stout de Londres, por ter uma composição com moagem variada, mas que não é dominada por cevada tostada. 54 Comparação de Estilos: menor intensidade do que um Extra Stout Irish, mas sabores semelhantes. Cor mais escura (preta) do que uma English Porter (marrom).

Estatísticas Vitais

OG: 1.036 – 1.044 FG: 1.007 – 1.011 IBUs: 25 – 45 SRM: 25 – 40 ABV: 4.0 – 4.5%

Exemplos Comerciais

Beamish Irish Stout, Guinness Draught, Harpoon Boston Irish Stout, Murphy’s Irish Stout, O’Hara’s Irish Stout, Porterhouse Wrasslers 4X.

Etiquetas

Intensidade Standard, Cor Escura, Fermentação Alta, Ilhas Britânicas, Estilo Tradicional, família-stout, Amarga, Tostada.

BA – Classic Irish-Style Dry Stout

Cor

Preta

Limpidez

Opaca

Percepções de Malte: Aroma / Sabor

A Irish Dry Stout tem um perfil inicial de sabor com leves toques de malte e caramelo, com um nítido amargor de torrado no final. as Irish Dry Stout atingem um caráter torrado e seco devido ao uso de cevada torrada. a ênfase na cevada torrada, semelhante ao café e um grau moderado de aromas de malte torrado definem esse caráter. Uma leve acidez pode ser percebida, mas não é necessária.

Percepções de Lúpulo: Aroma / Sabor

Aroma e sabor de lúpulo europeu deve ser leve ou imperceptível, já o amargor deve ser de médio a médio alto.

Corpo

A Irish Dry Stout tem um corpo que vai de médio-leve a médio

Características de fermentação

Esteres frutais são mínimos e ficam menos perceptíveis que o malte, do amargor do lúpulo e do caráter de cevada torrada. O Diacetíl ( semelhante a manteiga) deve ser imperceptível ou muito leve.

Gravidade Original

(°Plato) 1.038-1.048 (9.5-11.9 °Plato)

Extrato Aparente / Gravidade Final

(°Plato) 1.008-1.012 (2.1-3.1 °Plato)

ABV / Álcool por Volume

(Volume) 3.2%-4.2% (4.1%-5.3%)

IBU – Índice de Amargor

30-40

Escala de Cor

SRM (EBC) 40+ (80+ EBC)

Notas adicionais

A retenção de espuma deve ser alta e o caráter vistoso devem faze parte de seu aspecto visual

Receita

No comments yet.

Deixe uma resposta