Dicas para harmonizar pratos vegetarianos com vinhos sustentáveis

Salve,brejeiros! No Dia Mundial do Vegetarianismo, sommelière da Wine sugere combinações entre pratos vegetarianos e rótulos de vinícolas que seguem as melhores práticas de sustentabilidade

O Dia Mundial do Vegetarianismo é comemorado em 1º de outubro, data estabelecida em 1977 pela Sociedade Vegetariana Norte Americana. Este dia tem como objetivo dar visibilidade às questões que envolvem os problemas ambientais causados pelo consumo de carne, principalmente os relacionados com a produção em larga escala, assim como destacar as vantagens de uma alimentação vegetariana para os seres humanos e a sustentabilidade do planeta.

Vários motivos movem as pessoas a escolherem o vegetarianismo: saúde, socioeconômicas, políticas, princípios ambientais e, claro, proteção aos animais. Independentemente das razões, o respeito e a conscientização acompanham tais decisões, ter conhecimento e aprender mais sobre o assunto é essencial.

E, para celebrar a data, Thamirys Schneider, sommelière da Wine, maior clube de assinatura de vinhos do mundo, separou algumas dicas de harmonização de pratos vegetarianos com vinhos produzidos por vinícolas que têm um compromisso especial com a sustentabilidade do planeta. Confira a seguir. 

O Dia Mundial do Vegetarianismo é comemorado em 1º de outubro, data estabelecida em 1977 pela Sociedade Vegetariana Norte Americana. Este dia tem como objetivo dar visibilidade às questões que envolvem os problemas ambientais causados pelo consumo de carne, principalmente os relacionados com a produção em larga escala, assim como destacar as vantagens de uma alimentação vegetariana para os seres humanos e a sustentabilidade do planeta.

Vários motivos movem as pessoas a escolherem o vegetarianismo: saúde, socioeconômicas, políticas, princípios ambientais e, claro, proteção aos animais. Independentemente das razões, o respeito e a conscientização acompanham tais decisões, ter conhecimento e aprender mais sobre o assunto é essencial.

E, para celebrar a data, Thamirys Schneider, sommelière da Wine, maior clube de assinatura de vinhos do mundo, separou algumas dicas de harmonização de pratos vegetarianos com vinhos produzidos por vinícolas que têm um compromisso especial com a sustentabilidade do planeta. Confira a seguir. 

Quibe assado

Quibe assado é uma delícia e quando a carne é substituída por abóbora, torna-se ainda mais saboroso. O quibe assado de abóbora traz seu charme nas ervas frescas usadas para temperar o triguilho como hortelã, manjericão ou salsinha. Já para temperar a abóbora, a sugestão é combinar várias especiarias como pimenta-do-reino, cominho e noz moscada. A dica de ouro é assar previamente a abóbora com bastante azeite e ramos de alecrim e dentes de alho para um sabor ainda mais marcante.

Para esta harmonização, opte por vinhos tintos que tragam notas herbáceas e de especiarias para combinar com os aromas e sabores do prato, que sejam leves e tenham taninos macios, como o Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Carménère 2020. É um exemplar da vinícola Baron Philippe de Rothschild, que tem compromisso com as pautas de sustentabilidade e segue práticas veganas na produção de seus vinhos.

(https://www.wine.com.br/vinhos/baron-philippe-de-rothschild-mas-andes-carmenere-2020/prod26274.html

Moqueca de grão-de-bico

Há pratos que são capazes de trazer diversas memórias afetivas como momentos na praia, dias ensolarados, descanso de férias ou simplesmente aquele almoço de domingo com a casa cheia. É o caso da moqueca de grão-de-bico. Inspirada nos pratos do litoral, usa e abusa do azeite (pode ser o de dendê!), leite de coco, temperos, ervas frescas, pimenta, tomate, pimentão vermelho e amarelo. Por ser um prato bem condimentado e ter características picantes, opte por vinhos com menor teor alcoólico e, de preferência, com maior residual de açúcar para amenizar a sensação de ardor da pimenta. A sugestão é o vinho Paine Moscato 2021, um rótulo leve, frutado, equilibrado, acidez vibrante e bastante refrescante elaborado pela vinícola Viñedos y Frutales (VyF), uma das primeiras vinícolas chilenas a receber o certificado de Vinícola Sustentável de Vinhos do Chile. Trata-se de um exemplar com perfil descomplicado, versátil e que agrada com seus expressivos aromas frutados e florais e acentuado frescor.

(https://www.wine.com.br/vinhos/paine-moscato-2021/prod26582.html

Hambúrguer de lentilha

Tem dias que a gente quer comer com as mãos, e um belo lanche tem sempre um lugar especial em nossas escolhas. Já experimentou um hambúrguer de lentilha? Se ainda não, coloque na sua lista e não perca a oportunidade! A lentilha é uma leguminosa muito versátil nos preparos culinários proporcionando vários pratos muito saborosos, um deles é o hambúrguer de lentilha. De fácil preparo, bem temperado e de sabor acentuado, o burger de lentilha conquista paladares.

Opte por vinhos tintos com notas de especiarias, com corpo médio para encorpado para acompanhar a estrutura da lentilha e seus acompanhamentos, com taninos macios e boa acidez para ajudar a limpar o paladar, como é o caso do Nugan Estate Third Generation Shiraz 2019. Exemplar elaborado pela vinícola australiana, a vinícola Nugan Estate está comprometida em minimizar sua pegada de carbono por meio da adoção de várias práticas ambientalmente sustentáveis, entre elas, o reuso e a filtração da água na utilização na adega. É uma empresa familiar que desenvolve produtos veganos e tem o objetivo de construir uma empresa sustentável para as gerações futuras.

(https://www.wine.com.br/vinhos/nugan-estate-third-generation-shiraz-2019/prod25609.html

Risoto especial com manteiga de ervas

Para as noites de pratos mais elaborados, escolha o risoto de abóbora servido com um mix de cogumelos na manteiga de ervas, um prato de acentuados aromas e sabores surpreendentes. Prepare um caldo de legumes bem concentrado para fazer este risoto, depois, deixe a abóbora assar com bastante azeite e alguns dentes de alho e ramos de alecrim para acender seus sabores. O mix de cogumelos na manteiga vem para deixar o prato ainda mais irresistível! Por fim, finalize seu risoto como melhor preferir, com ou sem queijo, ambas deliciosas opções.

Opte por um vinho rosé bem frutado, com corpo leve e acidez vibrante para ajudar a limpar o paladar, proporcionar frescor e deixar com vontade do próximo gole. A recomendação é o Esteban Martín D.O.P. Cariñena Garnacha Rosado 2020 da vinícola familiar Bodegas Esteban Martín, um vinho produzido com práticas orgânicas e adequado para veganos por uma vinícola que tem compromisso com as pautas de sustentabilidade.

(https://www.wine.com.br/vinhos/esteban-martin-d-o-p–carinena-garnacha-rosado-2020/prod26355.html)